CAPACITAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, novembro 30, 2016 as 16:40 | Voltar

Campo Grande (MS) – Por meio da Defesa Civil Estadual, o Governo de Mato Grosso do Sul reuniu nesta quarta-feira (30) instituições públicas parceiras no combate à dengue para incentivar a propagação de informações sobre o assunto. A intenção é multiplicar ações de controle dos mosquitos Aedes aegypti Aedes albopictus, transmissores de doenças como a dengue, chikungunya e zika.

No evento da Defesa Civil, o coordenador estadual de controle de vetores, Mauro Lúcio Rosário, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), palestrou para representantes de prefeituras municipais, integrantes de defesas civis municipais e militares do Exército, Aeronáutica, Polícia e Corpo de Bombeiros. Ele reforçou as formas de combate ao mosquito e falou da importância do trabalho de prevenção. “A melhor maneira de evitar a proliferação dos mosquitos é a prevenção. Temos que conhecer nosso inimigo, como ele age e como atacá-lo; e a melhor arma para eliminarmos ele é a limpeza”, garantiu. Segundo Mauro, é necessário manter residências à prova de mosquito para evitar a proliferação do inseto e o contágio com os vírus. “Tampar caixas d’água, colocar suspiros em fossas, manter calhas limpas e não deixar água parada”, lembra. O coordenador ainda afirma que uma vistoria semanal na própria residência ajuda a manter o local sem mosquitos. Atualmente, cerca de 4,8 mil agentes de endemias trabalham no combate à dengue e outras doenças em Mato Grosso do Sul. Entretanto, para Mauro, o principal agente transformador é a sociedade. “Cada um tem que fazer seu papel, para evitar acúmulo de lixo e a propagação das doenças”, diz. Só este ano, de janeiro até a terceira semana de novembro, uma média de 59 mil notificações de dengue foi registrada no Estado, conforme boletim epidemiológico da SES. Segundo o coordenador estadual da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, coronel Isaías Bittencourt, a reunião com instituições parceiras do Estado objetiva a multiplicação de conhecimento. “É uma mobilização. Cada órgão parceiro controla e monitora a incidência de mosquito em sua instituição. Queremos que esse conhecimento, de como combater à dengue e outras doenças, chegue até à sociedade”, explica. Além de trabalhar com desastres naturais, a Defesa Civil do Estado atua ativamente no combate à dengue, com mobilizações, mutirões e palestras educativas.A reunião para multiplicação de ações de combate às doenças transmitidas pelos mosquitos Aedes aegypti Aedes albopictus foi realizada no auditório do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), no Parque dos Poderes.

Bruno Chaves, Subcom |

 

20161130_090429 20161130_090503 20161130_090510 20161130_095949 20161130_100108 20161130_103044 img-20161130-wa0005 img-20161130-wa0007 img-20161130-wa0008 img-20161130-wa0009 img-20161130-wa0010 img-20161130-wa0011 img-20161130-wa0012 img-20161130-wa0013

 

Publicado por: sleonardo

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.