FISCALIZAÇÃO NO TRANSPORTE DE PRODUTOS QUÍMICOS PERIGOSOS NO MS

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, novembro 11, 2016 as 16:23 | Voltar

No dia 10 de novembro de 2016, em vários pontos no Brasil, a PRF, Defesa Civil e a ANTT realizaram a Operação Codesul – Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul, que visa realizar operações integradas de fiscalização de transportes de produtos considerados perigosos, como combustíveis, por exemplo. As ações ocorreram nos Estados de SP, RS, PR, SC e MS. Na Delegacia de Registro, ela ocorreu em Registro/SP.Durante a manhã do dia 10, na Unidade Operacional de Registro, km 439 da Régis, PRFs abordaram diversos caminhões que estavam transportando produtos perigosos, tais como combustíveis e corrosivos. Além da vistoria à documentação da carga, os PRFs e Fiscais da ANTT verificavam o estado de conservação do veículo, equipamentos de proteção individual destinado ao motorista e para o primeiro atendimento à uma situação de emergência, assim como sinalização obrigatória que deve estar presente na parte externa do caminhão.Os agentes também verificavam se os produtos perigosos não estavam sendo transportados com produtos destinados ao uso humano ou animal, o que é proibido, já que pode ocorrer contaminação e consequentemente trazer sequelas a quem os consumir. Alimentos e medicamentos, por exemplo, não podem ser transportados com produtos perigosos.Em quatro horas de operação, foram fiscalizados 61 caminhões, sendo detectadas 18  infrações relacionadas a produtos perigosos. Também foi apreendido um certificado de inspeção de um caminhão tanque, impossibilitando que novas cargas sejam transportadas por eles. Um caminhão também foi retido para regularização.Esta ação visa aumentar a segurança do transporte deste tipo de produto, já que, em caso de acidente, seu atendimento é mais complexo e podem gerar danos bem maiores do que os acidentes com cargas comuns, tais como danos ambientais e interrupção do captação de água das cidades. Na operação do MS, teve também a participação da RECOM (Rede Emergencial de Comunicação) que atua na Defesa Civil Estadual em casos de desastres, urgências, emergências e operações.

ef9969c0-b7bd-41b2-9d8c-c8547e5d7425

ce234513-8e35-4a27-a0b2-17e46d1a3e74 ab720da5-7cd6-41ee-91ce-43b0cda1ccc1 aac3508e-d523-4321-a627-d7ae1d207ee1 11285559-76fd-4498-b54a-b4b5a71cf6b1 71846dec-8dd8-4066-9c46-15621d517457 20020d2f-24b6-4503-94f3-9a599a2dab98 5994e25d-8744-468b-954b-881cad067bd6 394cbec2-0e74-473f-898d-b464e0db5b0c 63fcb85e-3428-4853-ba75-6eb54c6fedf8 29d103bd-c3e8-4d61-8179-6ba38748b279 024ff0f0-112c-49bf-a202-c3d1d44fbe6f 5ef08c70-cb8d-41c4-a463-cc4dc7b2fa65 5c75e0a6-3aca-4292-a10c-29de079c825e

Publicado por: sleonardo

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.